Saiba como reduzir os custos do seu condomínio

Saiba como reduzir os custos do seu condomínio

Sempre é bom economizar, não é?! Mas, em um condomínio essa economia tem que ser bem pensada para não afetar a rotina. Não é nada eficaz espaçar manutenções para guardar o dinheiro se a falta dela pode acarretar um problema com custo maior.

Se você quer saber como reduzir os custos do seu condomínio de forma efetiva, segura e sustentável, continue a leitura!

Planejar é o segredo!

O primeiro passo para gastar o mínimo possível e oferecer o melhor para os condôminos é saber como o dinheiro está sendo gasto. Custos fixos, como salários, insumos para manutenção, energia elétrica, água e manutenção preventiva, devem estar no orçamento mensal.

Além disso, é preciso pensar a curto, médio e longo prazo para definir quais são as melhores formas de investir a receita. Com isso, é possível prever possíveis problemas e se antecipar.

Planejando bem tudo entra no orçamento e ainda sobra uma quantia para uma reserva de emergência. E, mesmo nos custos fixos, é possível adotar medidas que reduzam os gastos.

Usando lâmpadas de LED, por exemplo, você economiza no consumo de energia. Pesquisar fornecedores com antecedência também é uma boa dica, isso te permite saber onde encontrar o melhor custo-benefício.

Sobre a contratação de funcionários, a terceirização da mão de obra é uma grande aliada a médio e longo prazo. Para isso, conte com a gente!

Já levantamos muitos pontos para você pensar. Agora vem um grande presente: um e-book totalmente formulado para te mostrar como reduzir custos no seu condomínio.

Baixe gratuitamente e aproveite nossas dicas preciosas para criar um ambiente mais prático e eficiente, sem perder qualidade!

14ª Edição (3º trimestre/2020) – Versão para o Kindle