CONTROLE DE ACESSO AO CONDOMÍNIO

1500579581_EntradaControlada

Mesmo com sofisticados recursos tecnológicos disponíveis hoje no mercado, caso os procedimentos de controle de acesso não sejam cumpridos integralmente, a segurança do condomínio pode ser comprometida. Portanto, deve-se ter em mente que, em alguns casos, a comodidade será deixada de lado pensando no bem maior.

Um controle de acesso eficiente une equipamentos, recursos humanos e procedimentos. A estrutura pode incluir câmeras de monitoramento, guarita blindada, iluminação, softwares, cartões de proximidade, biometria e interfone. Os colaboradores podem ser seguranças, porteiros e/ou vigias bem treinados. Deve ser definido em assembleia, normas referentes à entrada e saída de condôminos, visitantes,  convidados e prestadores de serviços, tais como:

  • Obrigatoriedade de identificação antes da abertura do portão da rua;
  • Abertura da garagem somente com controle individual ou identificação na portaria;
  • Níveis de autorização, tempo e local de armazenamento, para recebimento entregas de pequeno e grande porte pelos colaboradores;
  • Lista de convidados para eventos;
  • Proibição para a subida de entregadores e motoboys de tele-entregas.

As regras definidas devem ser respeitadas e exceções devem ser evitadas, sob o risco de comprometer a segurança de todos. O investimento em tecnologia também deve ser acordado entre os moradores, levando em conta as necessidades do condomínio. Sistemas de segurança integrados, como interfones conectados a câmeras de alta resolução e a sensores de presença que podem acompanhar toda a movimentação nas entradas, garagens e áreas comuns são boas soluções.

A portaria remota também pode ser uma opção. O controle remoto de acesso é feito por câmeras e, junto com a contratação de um zelador, dispensa a necessidade de porteiros físicos. Além disso, existem softwares adequados que registram a autorização de condôminos para a entrada de terceiros. A contratação de uma empresa especializada em controle de acesso a condomínios, com profissionais treinados em segurança, pode reduzir os gastos e garantir maior eficiência. Para auxílio e orientações, conte sempre com a CWR – Gestão de Mão de Obra.